SOLTA...



Ama-me como nunca amou
Beija minha boca com vontade
Deixa meu corpo estremecer de ardor.

Murmura em meus ouvidos suas fantasias
Permita que minha pele se misture a sua
Liberta seus medos, acolha os meus...

Mostra-me outros caminhos
Inebria-me com seus desejos
Despetala meu imo com seus carinhos.

Solta minha amarras
Desvenda-me
Devora-me

Inteira, revelo-me sem medo
Você achou meu caminho
Solta, leve como pluma ao vento

Deixo-me em você





Registro EDA - 642.125 - Todos os Direitos Reservados a Marcela Re Ribeiro.

NOITES DE PRAZER



Pela janela espio o silêncio da madrugada.

Uma brisa gelada atravessa pela fresta.

Meu corpo nu se arrepia e deixo-me envolver...

Fecho os olhos e sinto você beijando minha nuca.

Sussurrando sacanagens em meus ouvidos, provocando-me.

Suas mãos percorrem meu corpo, puro prazer!

As  lembranças de nossos momentos libertam minha libido.

Minhas mãos guiadas pelas suas, em meus pensamentos, acariciam meu corpo, sinto o prazer exalando, pego fogo!



Minha vagina quer sentir seu pênis penetrando, seu corpo pesando sobre o meu em movimentos de puro prazer...

Solta, me masturbo até o êxtase do gozo!

Abro os olhos e vejo você me admirando, como um voyeur...

Seu pênis ereto sob a calça revela seu tesão.

Abro a janela, você entra e joga-me sobre a cama.

Enquanto você tira sua roupa eu te provoco abrindo minhas pernas...

Escancarando para você, só para você, minha vagina molhadinha.

Você me ama, me devora, me arrebata com sua força e virilidade.

Nossos corpos saciados repousam banhados pela  fria névoa.

Testemunha de nossas noites picantes, insanas, de entrega total.

Nas frias e quentes madrugadas minha janela sempre estará aberta para você, meu insaciável voyeur...




PRAZER NUPCIAL - DUETO: MIGUEL JACÓ E MARCELA RE RIBEIRO



Miguel Jacó
Preserve os seus vocábulos,
Já entendi a proposta,
E a minha primeira resposta,
É a minha libido em riste,
Nunca mais te quero triste,
Vamos curtir este encanto,
E quando houver um pranto,
Será de gozo total,
E nossos líquidos escorrendo,
Nos lençóis do enxoval,
Que veste o nosso leito,
Do prazer nupcial,
Nos amamos por direito,
Nosso tesão é fatal.

Marcela Re Ribeiro

Esperei tanto por essa noite nupcial
Estou pronta para seu deleite
Não importa se não sou a oficial
Quero fazer de conta que sou só sua, me aceite
Desvende meus desejos
Vamos saciar nossos anseios
Devora-me em fúria
Que farei dessa noite, única...

Miguel Jacó
Se tu vens o meu mundo se colore,
Nem proclamo a intensidade do prazer,
É tão belo que se dê sem que eu implore,
Minhas noites tem sido insones sem você,
Não estranhe se eu chorar em tua chegada,
Mas é certeza irei sorrir ao ter você,
Seremos um unificados no amor,
E a completude redundante do prazer.

Marcela Re Ribeiro
O seu choro meu corpo banha
E eu, em delírio, exalo prazer
Seu sorriso acalenta minh’alma
Impossível viver sem você
Dessas cores que tu falas
Minha carne em vermelho arde
É amor, é paixão, é tesão, meu corpo cala
E por suas mãos essa noite se perde...

Miguel Jacó

Quando ouço de ti resposta ampla,
Desnudando em nós toda vontade,
E sabemos não nos darmos por caridade,
Mas atendendo aos desejos mais legítimos,
Se eu pudesse sairia em plenos gritos,
Anunciando a este amor pela cidade,
Mas a minha timidez ainda me inibe,
Me perdoe ó meu amor tenha bondade.

Marcela Re Ribeiro
Eu prefiro no silêncio seus gemidos
Aos gritos que ao mundo ousa dar
Não importa amar-me em segredo
Se na cama sua timidez não toma lugar
Minha bondade guardo para caridade
Quando contigo, só quero pecar
Não me fales nem mais uma palavra
Apenas me ame, venha me saciar
Minha boca já está seca
Nos seus beijos quero a molhar
Mas essa fantasia, eu sei, está para acabar
Só me resta ao mundo nossos versos proclamar...

Miguel Jacó
Eu te agradeço Marcela,
Por tamanha cortesia,
Em fazer minha alegria,
Compondo tão lindos versos
Deus ilumine tua mente
E sejas sempre um sucesso.
xxxx

Visite a página do poeta - Link abaixo: