PROVOCA-ME, QUE DEVORO-TE



Em delicada seda meu corpo está coberto
Minha pele exala um perfume delicado
Você se aproxima, sorri e me abraça
Suas mãos tentam desvendar meus desejos
Ao sussurro de palavras obscenas me entrego
Você arranca minha camisola e me beija


Afasta meu corpo e fica a admirar minhas curvas
Atrevo-me, viro de costas e caminho lentamente
Você sorri e seu pinto rijo está pronto para possuir-me
Encosto na porta e peço que você tire a roupa bem devagar
Fico a te fitar e me masturbo, só para te provocar
Você vem ao meu encontro, nu, gostoso, com seu pinto saboroso
Prensa-me de costas sobre a parede e morde minha nuca


Sinto seu caralho duro no meio de minhas nádegas
Viro e nos beijamos ardentemente
Você levanta minha perna e penetra bem gostoso
Em movimentos lentos e ritmados consumimos nosso desejo
Estamos ofegantes e extasiados... 
Você afasta meus longos cabelos


Olha nos meus olhos por alguns segundos e sorri
Pega-me no colo e leva-me para cama, abraça-me
Meu corpo ainda flama, beijo cada centímetro do seu corpo
Ao chegar ao seu caralho, ainda duro, começo a chupar bem gostoso
Você se estremece todinho...
Adoro sentir seu pinto quente e duro na minha boca
Você me vira e chupa minha boceta


Entre suspiros selamos nossa noite de puro prazer...
XXX
Meu amigo Miguel Jacó mais uma vez presenteou-me com uma belíssima interação. Amei! Beijoquitas :-)


QUANDO AVISTO TEU CORPO DELINEADO

Quando eu avisto este teu corpo delineado,
Em belas vestes já perfumado e saboroso,
Sinto o aroma duma fragrância tão desejada,
Que já é praxe ela deixar-me bem tarado,
Sinto o volume dos teus seios com as mãos,
O meu pau já vai ficando muito assanhado.


As tuas intenções é levar-me ao desejo louco,
Te afastas de mim insinuando uma vontade vil,
E ao caminhar faz estremecer o lindo quadril,
Que é sabido resguarda a tua boceta inchada,
E fico pensando que para mim está reservada,
Com toda sua gula vai devorar o meu comedor,
E começo a sessão diante de ti a me masturbar.

Me achego ao teu corpo e sinto a tua quentura,
E ficas de costas para receber minha pica dura,
Meu pau massageia da tua boceta até lindo rego,
Depois o escorrego e ele some em tua entranha,
Escuto os gemidos e fico a pensar ela tem manha,
Gozamos os dois é nossa tarimba linda façanha.




Me pedes revanche desejas sentir o nosso gosto,
Me beijas a nuca desce passando pelo pescoço,
Ali no meu pau mordes e chupas é um colosso,
Mas um cavalheiro precisa cumprir sua missão,
Te jogo na cama e nos deitamos na contra mão,
Pois tua boceta vai ser meu desejo e satisfação,
Rola um 69, com os gemidos e contemplações.


É impossível a gente narrar todas as sensações.

Clique aqui para visitar a página do Miguel Jacó


Copyright © 2013 - Todos Direitos Reservados a Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida